Olá amigos!

Sejam bem vindos e obrigado pela visita!

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Acidente com helicóptero da Petrobrás

Em nota divulgada hoje, por volta das 11h, a Petrobras confirmou a morte de Marcelo Manhães dos Santos, da empresa Sparrows BSM Engenharia, no acidente ontem de um helicópetero contratado pela estatal para transporte de trabalhadores na Bacia de Campos.
Resgatadas com vida (até às 11h de hoje)
Sérgio Ricardo Muller -BHS HelicópterosDaniele Madureira Neto -BHS HelicópterosSandro Venâncio - Accenture do BrasilAdriano de Souza Rodrigues -De Nadai Serv. de AlimentaçãoAlessandro Moraes Tavares - De Nadai Serv. de AlimentaçãoJosé Carlos Bezerra do Nascimento - De Nadai Serv. de AlimentaçãoJefferson Lemos Macedo - Falcão BauerMarcos Antonio Rodrigues -Sulzer Brasil S.A.Jailson Moraes Bastos -- Techint S.A.Julio Ribeiro da Silva - Techint S.A.Alessandro Gomes das Chagas - PetrobrasValéria Cristina Taveiros - Elfe Solução em Serviços LtdaSérgio Borges Cordeiro - PetrobrasWilson Ferreira da Silva - PetrobrasMarcelo Pereira Maceira - Petrobras
As pessoas desaparecidas ou não identificadas são:Paulo Roberto Veloso Calmon - BHS HelicópterosDurval Barros da Silva - De Nadai Serv. de AlimentaçãoGuaraci Novaes Soares - De Nadai Serv. de AlimentaçãoAdinoelson Simas Gomes - Petrobras

2 comentários:

Tedmilton de Gargaú disse...

Fonte: site do Sindipetro NF
Pressão do Sindipetro-NF dá resultado: DRT interdita oficina da BHS
Fiscais da Delegacia Regional do Trabalho, acompanhados pelo diretor do Sindipetro-NF Armando Freitas, estiveram na tarde desta sexta, 29, na oficina de manutenção dos helicópteros da empresa BHS, no aeroporto de Macaé, e encontraram várias “não conformidades” que ferem normas de segurança.

Também na sexta, depoimento do co-piloto da aeronave que caiu na terça, 26, derrubou a tese da Petrobrás de que teria ocorrido um pouso forçado. O trabalhador confirmou relatos, que o NF já vinha recebendo, de que na verdade houve uma queda.

A empresa BHS é a campeã em acidentes aéreos na Bacia de Campos. O nome da empresa está presente na maioria das denúncias que o sindicato recebe dos trabalhadores, além de trazer a trágica marca de 15 mortos e um desaparecido nos últimos cinco anos. Os maiores acidentes com helicópteros na região, desde 2003, foram em vôos na BHS.

Irregularidades

No auto de infração, os fiscais registaram: “1 - Ausência de organização completa dos documentos integrantes do prontuário de instalações elétricas garantindo desta forma a perfeita funcionalidade das instalações e a segurança nas intervenções em instalações elétricas; 2 - Ausência de inspeção de segurança de vasos de pressão; 3 - Instalação de vaso de pressão em ambiente confinado sem duas saídas amplas e em direções distintas; e 4 - Ausência de observância dos níveis de iluminamento NBR 5413”. Até que todos estes ítens sejam reparados, a oficina da empresa não poderá funcionar.

Repito este trecho: houve uma queda!!!!
Aeronave teria caído e partido em dois

Uma pessoa que acompanha uma das vítimas do acidente com o helicóptero da Petrobras, na terça-feira, afirmou que ouviu do relato dela que não houve tempo para pouso forçado. A vítima disse a ela que a aeronave desceu na P-18 para pegar dois funcionários, decolou, subiu cerca de 300 m e, ao fazer a curva, para seguir para Macaé, começou a girar até cair em alto mar. A Petrobras nega a informação. A vítima também afirmou à pessoa que a aeronave partiu em dois e que foi este fato que colaborou para que os ocupantes conseguissem se salvar.

Noticia do portal Terra
Petrobras: caixa-preta de helicóptero é localizada

A Petrobras informou hoje, em nota, que a fuselagem e a caixa preta do helicóptero da Brazilian Helicopter Service (BHS), que fez um pouso forçado na última terça-feira, na Bacia de Campos, já foram localizadas e devem ser recuperadas na próxima semana, após a elaboração do plano de resgate da aeronave pela Petrobras e a Aeronáutica.

No relato que fez após dar entrada no Hospital da Unimed, em Macaé, Valéria Cristina Taveiros, funcionária da Elfe Solução em Serviços Ltda, descreveu os momentos de terror que viveu durante a queda do helicóptero Super Puma AS 332L2, na terça-feira, na Bacia de Campos. "Ficamos abraçados e de mãos dadas no mar, boiando entre ondas imensas", descreveu.
"Logo após decolar, o helicóptero começou a dar piruetas, caiu na água e se destroçou todo. Por Deus não explodiu porque tinha querosene para todo lado. Eu caí em cima do Marcelo (uma das vítimas fatais), mas acho que ele já estava morto. Me soltei e saí do helicóptero".

"Algumas pessoas ficaram dentro. Procurei quem estava ao meu lado e fizemos a roda (procedimento em que os passageiros formam uma roda no mar, cada um colocando os braços sobre os ombros do vizinho), boiando entre as ondas altas. Vimos o helicóptero começar a afundar. Nenhum bote que fica embaixo da aeronave inflou".

O Dia

Aurênio Nascimento disse...

Agradecimento

Gostaria de agradecer ao Tedmilton pela importante colaboração que ele tem dado ao blog. Muito obrigado mesmo.Continue nos ajudando...

Grande abraço!